Gol terá 700 voos diários durante alta temporada 2021/22; Fortaleza ganha novas rotas

Capital cearense terá voos para Cuiabá, Belo Horizonte e Goiânia e aumento de assentos ofertados para Belém do Pará (91%), São Paulo (121%), Recife (174%) e Juazeiro do Norte

GOL Linhas Aéreas, anunciou sua malha aérea para a alta temporada de verão no País e no Exterior, entre os meses de dezembro de 2021 e janeiro de 2022. São, em média, 700 decolagens diárias, um acréscimo de 6.000 novas operações.

Frente à pré-pandemia (janeiro de 2020), as operações da alta temporada 2021/2022 alcançam uma recuperação de 95% da oferta doméstica da Companhia. Os 700 voos diários representam, ainda, um aumento da disponibilização de decolagens de 60% em mercados não regionais (de Capitais para Capitais) e 60% em mercados regionais.

Em dezembro de 2021 e janeiro de 2022, a GOL retoma operações em bases nacionais e internacionais atendidas anteriormente e lança novos destinos. No dia 19/12/2021, retornam os voos para Buenos Aires, com pouso no Aeroparque, o aeroporto central daquela Capital e, em 9/01/2022, as decolagens de Belém do Pará (Brasil) para Paramaribo, Capital do Suriname.

Em território brasileiro, no dia 2/12/2021 a GOL passa a operar uma rota inédita, São Paulo a Bonito, facilitando o acesso de todo o País ao paraíso do ecoturismo e turismo de natureza do Mato Grosso do Sul. Em 17/01/2022, é a vez daquela empresa aérea estrear voos diretos entre Pelotas (RS) e São Paulo (SP), estabelecendo a ligação do interior gaúcho com o Brasil e o mundo, dada a relevância do “HUB” em São Paulo. A partir de 25/12/2021, São Paulo passa a se conectar com o destino sazonal de Cabo Frio (RJ), no litoral fluminense.

Alta temporada: destaques por HUBS

São Paulo: acréscimo de 1.500 voos, um aumento de 50% na oferta da GOL. Há a inclusão de 5 novos mercados:  Aracaju, Bonito, Cuiabá, Caldas Novas, Foz do Iguaçu e Ilhéus, e maior disponibilização de assentos para Porto Seguro (303%), Salvador (117%), Maceió (174%) e Natal (157%). Em São Paulo), a GOL ultrapassa as 100 decolagens diárias, um crescimento de 29%, resultado da inclusão de novos mercados domésticos: Cabo Frio e Pelotas, e um novo mercado internacional, Buenos Aires. Além disso, há aumento das operações com destino a Belém do Pará (121%), Manaus, (138%) e Natal (63%).

Rio de Janeiro : crescimento de 63% na oferta de voos pela GOL. O Rio de Janeiro conta com a inclusão de 4 novos destinos:  Ilhéus, Jericoacoara, Manaus e Uberlândia, além do acréscimo de assentos, principalmente, para Curitiba (163%), Florianópolis (100%), Maceió (184%), Natal (120%), Navegantes (116%) e Foz do Iguaçu (107%). No Rio de Janeiro, os aumentos mais relevantes na oferta de assentos são para Salvador (243%) e Vitória (43%). Início de 3 novos destinos, saindo do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, e Florianópolis.

Brasília (DF): aumento em 24% nas operações com a inclusão de 4 novos destinos: Porto Seguro, Ilhéus, Jericoacoara e Santarém. Dentre as ofertas domésticas, destaca-se o crescimento para as cidades de Florianópolis (264% em operações) e Goiânia (43% em assentos), Natal (78% em assentos) e Maceió (40%). No internacional, há um incremento de 64% das saídas para Cancún, totalizando mais de 1.300 assentos.

Salvador (Bahia): crescimento de 71% na oferta com a adição de 4 destinos: Belém do Pará, Campo Grande, Florianópolis e Jericoacoara. O fortalecimento desse HUB de alta conectividade no Nordeste inclui aumentos relevantes para as regiões Sul e Sudeste. Porto Alegre (264%), Rio de Janeiro (207%), Belo Horizonte (200%), Campinas (107%) e Recife (107%). Durante o período, as decolagens sobem de 35 para 52 diárias.

Fortaleza (CE): incremento de 66% no número de voos, devido à inclusão de 3 destinos: Cuiabá, Belo Horizonte e Goiânia, e ao aumento de assentos ofertados para Belém do Pará (91%), São Paulo (121%), Recife (174%) e Juazeiro do Norte (55%).

Alta temporada (destaques por região)

Norte: inclusão de mais de 300 decolagens, a região consolida uma média de 10 partidas diárias e um crescimento de 44% da oferta. Inclusão de 7 novos destinos: São Paulo a Palmas, Rio de Janeiro a Manaus, Carajás a Marabá, Brasília a Santarém, Belém a Salvador, Belém a Paramaribo e Belém ao Rio de Janeiro. Aumentos, principalmente, nas rotas para Fortaleza (114%), entre a Capital de Belém do Pará e São Paulo (121%) e de Manaus a Santarém (159%).

Nordeste: acréscimo de 70 voos diários para a região, e a oferta cresce 73%. Há a inclusão de 25 novos trechos: Porto Alegre a Recife, Maceió a Porto Alegre, Jericoacoara a Salvador, Goiânia a Maceió, Rio de Janeiro a Jericoacoara, Rio de Janeiro a Ilhéus, Fortaleza a Goiânia, Florianópolis a Salvador, Curitiba a Maceió, Belo Horizonte a Recife, Belo Horizonte a Natal, Belo Horizonte a Maceió, Belo Horizonte a Fortaleza, Guarulhos a Ilhéus, Cuiaba a Salvador, Cuiaba a Recife, Cuiaba a Maceió, Cuiaba a Fortaleza, Brasília a Jericoacoara, Porto Seguro a Ilhéus, Porto Seguro a Belo Horizonte, Porto Seguro a Cuiaba, Porto Seguro a Brasília, Belém a Salvador e Aracaju a São Paulo. Os principais aumentos de oferta foram entre os mercados de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Curitiba.

Centro-Oeste: adição de 18 novos trechos, totalizando um acréscimo de 24 voos diários: Porto Seguro a Brasília, Porto Seguro a Cuiaba, Brasília a Ilhéus, Brasília a Jericoacoara, Brasília a Santarém, Bonito a São Paulo, Cuiaba a São Paulo, Cuiaba a Fortaleza, Cuiaba a Maceió, Cuiaba a Recife, Cuiaba a Salvador, São Paulo a Caldas Novas, Campo Grande ao Rio de Janeiro, Florianópolis a Goiânia, Goiânia a Maceió, Goiânia a Palmas e Goiânia a Vitória. Há um crescimento mais elevado de voos entre Brasília e Florianópolis (264%), Brasília e Goiânia (128%) e São Paulo e Campo Grande (126%).

Sudeste: crescimento de 55% na oferta e inclusão de 27 novos trechos: Buenos Aires ao Rio de Janeiro, Buenos Aires a São Paulo, Aracaju a São Paulo, Belém ao Rio de Janeiro, Porto Seguro a Belo Horizonte, Bonito a São Paulo, Cabo Frio a São Paulo, Cuiaba a São Paulo, São Paulo a Caldas Novas, São Paulo a Foz do Iguaçu, São Paulo a Ilhéus, Campo Grande ao Rio de Janeiro, Belo Horizonte a Florianópolis, Belo Horizonte a Fortaleza, Belo Horizonte a Maceió, Belo Horizonte a Natal, Belo Horizonte a Recife, Belo Horizonte ao Rio de Janeiro, Belo Horizonte a Vitória, Curitiba ao Rio de Janeiro, Florianópolis ao Rio de Janeiro, Rio de Janeiro a Ilhéus, Rio de Janeiro a  Jericoacoara, Rio de Janeiro a Manaus, Rio de Janeiro a Uberlândia, São Paulo a Pelotas e Goiânia a Vitória. Aumentos pontuais são notados nos trechos Rio de Janeiro a Salvador (241%), São Paulo a Punta Cana (138%) e São Paulo a Manaus (138%).

Sul: ofertas acrescidas em 62% e 11 novos trechos atendidos: Porto Alegre a Recife, Maceió a Porto Alegre, São Paulo a Pelotas (RS), Florianópolis a Salvador, Florianópolis ao Rio de Janeiro, Florianópolis a Goiânia, Curitiba ao Rio de Janeiro, Curitiba a Maceió, Belo Horizonte a Florianópolis, São Paulo a Foz do Iguaçu e Buenos Aires a Florianópolis. Aumentos para cidades importantes como Brasília (186%), Rio de Janeiro (135%), Salvador (153%) e Navegantes (116%).

“A malha de alta temporada da GOL é pautada pela maior demanda, típica do período de fim e início de ano, e pela expectativa de um verão ‘de verdade’ para o turismo e o lazer, dados os índices avançados da imunização em todo o Brasil, o que, no final de 2020, não fazia parte da conjuntura da pandemia. A representatividade e o alcance das operações também se deve às decolagens para novos destinos operados pela GOL e às viagens internacionais, retomadas pela empresa em novembro e que vão continuar no ano de 2022″, afirma Bruno Balan, gerente de Planejamento Estratégico de Malha Aérea da GOL.

Os bilhetes para dezembro de 2021 e janeiro de 2022 estão disponíveis e podem ser adquiridos no site da GOL, no aplicativo da empresa, nas suas lojas nos aeroportos pelo telefone 0300 115 2121 (Central de Relacionamento) e nas agências de viagem.

Para consultar toda a malha aérea da GOL, clique aqui .

Postagens relacionadas

Font Resize